Resenha: Como se Apaixonar.

Como se Apaixonar

                 Cecelia Ahern



Ano: 2015
Páginas: 352
Idioma: português
Editora: Novo Conceito

Sinopse: Depois de não conseguir evitar que um homem acabasse com a própria vida, Christine passa a refletir sobre o quanto é importante ser feliz. Por isso, ela desiste de seu casamento sem amor e aplica as técnicas aprendidas em livros de autoajuda para viver melhor. Adam não está em um momento muito bom, e a única saída que ele encontra para a solução de seus problemas é acabar com sua vida. Mas, para a sorte de Adam, Christine aparece para transformar sua existência, ou pelo menos tentar ajudá-lo.  Ela tem duas semanas para fazer com que Adam reveja seus conceitos de felicidade. Será que ele vai voltar a se apaixonar pela própria vida?


Cecelia Ahern é uma romancista espetacular, quem ainda não conhece a autora está perdendo a oportunidade de se encantar com sua escrita carregada de uma leveza que emociona. “Como se Apaixonar” é mais um romance brilhante da autora. Poucos são os autores que conseguem trabalhar temas delicados e densos como o suicídio e depressão sem torná-los pesados ao mesmo tempo dar-lhes a importância que merecem, Cecelia é um deles.

Christine está atravessando um período de mudanças em sua vida após uma situação traumática, Adam embora carismático e divertido, está passando por um momento delicado, em que todo o peso que carrega consigo faz com que o suicídio seja uma opção aceitável. É por força do acaso que eles se encontram em circunstância inusitada e começam uma história de superação. A trama narrada sob a ótica de Christine, envolve o leitor com conflitos complexos e situações críveis, porém com uma abordagem sutil e cativante.

Um dos grandes pontos característicos da escrita da autora são suas histórias recheadas de reflexões, em “Como se Apaixonar”, não é diferente, mas não se engane, você não irá tropeçar em uma lição de moral em cada página, contudo vale ressaltar que este é o tema central do livro. Ele definitivamente não trata o amor como premissa da obra (Muitos pontos para Cecelia), mas como um dos elementos que a torna ainda mais bonita, é na relação do casal que se apresenta gestos pequenos e inestimáveis na busca pela superação da dor e grandiosidade da vida.

"E, às vezes, quando você testemunha um milagre, passa a acreditar que tudo é possível."

Os personagens são bem elaborados. É possível identificar a bondade e sensibilidade de Christine em seus atos, e apesar de todos os contratempos a mesma é forte e tangível. Adam, como dito acima, é cativante, perspicaz. É gostoso acompanhar o amadurecimento dos dois ao longo das páginas. Ambos despertarão diferentes emoções ao longo do livro, não raro o leitor irá experimentar dores, tristezas, compaixão, raiva, assim como alegria, carinho e momentos engraçados. Surpresas e revelações também podem ser esperadas. Eis aí elementos que garantem uma leitura dinâmica.

“Às vezes, quando você vê ou vivencia algo muito real, fica com vontade de parar de fingir.”

Embora seja uma trama encantadora, com elementos que fazem com que a amemos, senti a necessidade de maior aprofundamento em algumas cenas. Me pareceu que algumas situações poderiam ter sido melhor exploradas e não o sendo, deixaram uma lacuna. Ainda assim, é impossível não se apaixonar por Adam e Christine e torcer pelos dois a cada linha. Uma divertida, envolvente, reflexiva e emocionante história sobre como as pequenas minucias da vida podem fazer a diferença. Recomendo muitíssimo.



















Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...