Tensão: 7 Livros Com Serial Killers.


Livros de terror até podem ser tensos, mas a leitura de histórias reais sobre psicopatas são assustadoras. É preciso muitas vezes ter estômago para conseguir levar a leitura até o fim, porém querer entender a mente perturbada dos que tem compulsão por matar acaba prendendo o leitor até a última linha. Recentemente novos livros  tem surgido abordado o tema, sejam eles baseados em histórias reais ou não, são leituras de grande tensão. E nós indicamos para você alguns deles.







Sinopse: Resultado de dois anos de pesquisas, o livro de Guinn oferece uma nova visão para aqueles que vivenciaram a turbulenta era de paz & amor assim como o contexto necessário para as gerações que vieram depois. Ler o livro é como vivenciar aquela época. Guinn consegue transportar o leitor para os dias de ira e caos, sexo e drogas, rock 'n' roll e celebridades, costurando o homem em seu ambiente, um ambiente perfeito e catastrófico, que forneceu todas as respostas que uma mente doentia como a de Manson ansiava em encontrar. O que emerge é um retrato sombrio, mas altamente convincente, de um "eterno predador social " que era "sempre o homem errado no lugar certo e na hora certa ". Prova disso é que em sua caçada desenfreada para ser tornar um superstar maior que os Beatles, Manson usou de seu discurso incendiário - que misturava caos, fanatismo religioso, cientologia e letras de músicas do Fab Four - para criar uma atmosfera magnética capaz de atrair aqueles que ele poderia usar para se tornar uma estrela. Dennis Wilson, baterista dos Beach Boys, foi um dos que caiu na armadilha. Manson, a Biografia foi eleito um dos grandes livros do ano pelo New York Times Book Review; o melhor livro do mês em agosto de 2013 pela Amazon; e finalista na categoria Melhor Biografia do Goodreads Choice Awards. Best-seller do New York Times e da Publishers Weekly.





Sinopse: Psicose, o clássico de Robert Bloch, foi publicado originalmente em 1959, livremente inspirado no caso do assassino de Wisconsin, Ed Gein. O protagonista Norman Bates, assim como Gein, era um assassino solitário que vivia em uma localidade rural isolada, teve uma mãe dominadora, construiu um santuário para ela em um quarto e se vestia com roupas femininas. Em Psicose, sem edição no Brasil há 50 anos, Bloch antecipou e prenunciou a explosão do fenômeno serial killer do final dos anos 1980 e começo dos 1990. O livro, assim com o filme de Hitchcock, tornou-se um ícone do horror, inspirando um número sem fim de imitações inferiores, assim como a criação de Bloch, o esquizofrênico violento e travestido Bate, tornou-se um arquétipo do horror incorporado a cultura pop.




Sinopse: Após o sucesso do seu primeiro livro, Ilana Casoy dedicou-se a uma pesquisa rigorosa para investigar os serial killers brasileiros, no que viria a ser o primeiro livro do gênero dedicado aos assassinos em série do Brasil. Foram cinco anos de pesquisas, visitas a arquivos públicos, manicômios e penitenciárias, além de entrevistas cara a cara com personificações do mal em terras tupiniquins, para compor um inquietante roteiro com rigor investigativo de como, por quê e com que métodos os serial killers brasileiros atuam.







Sinopse: Para falar de Kevin Khatchadourian, 16 anos - o autor de uma chacina que liquidou sete colegas, uma professora e um servente no ginásio de um bom colégio dos subúrbios de Nova York -, Lionel Shriver não apresenta apenas mais uma história de crime, castigo e pesadelos americanos: arquiteta um romance epistolar em que Eva, a mãe do assassino, escreve cartas ao marido ausente. Nelas, ao procurar porquês, constrói uma reflexão sobre a maldade e discute um tabu: a ambivalência de certas mulheres diante da maternidade e sua influência e responsabilidade na criação de um pequeno monstro. 


Precisamos Falar Sobre Kevin discute casamento e carreira; maternidade e família; sinceridade e alienação. Denuncia o que há de errado com culturas e sociedades contemporâneas que produzem assassinos mirins em série e pitboys. Um thriller psicanalítico no qual não se indaga quem matou, mas o que morreu. Enquanto tenta encontrar respostas para o tradicional "onde foi que eu errei?" a narradora desnuda, assombrada, uma outra interdição atávica: é possível odiarmos nossos filhos? 

- Sétimo livro de Lionel Shriver, Precisamos Falar Sobre Kevin venceu o Orange Prize de 2005 e tornou-se um best-seller mundial que alçou a autora ao status de fenômeno literário.




Sinopse: 'Estou com medo de olhar tudo que escrevi. Talvez fosse mais sensato destruir isto, mas em meu coração não consigo me obrigar a fazê-lo. Já tentei uma vez, mas como o covarde que sou, não consegui. Talvez em minha mente atormentada eu deseje que alguém leia isto e entenda que o homem que me tornei não era o homem que um dia fui.' 

O que está por trás do polêmico diário atribuído a Jack, o Estripador, um dos mais cruéis psicopatas da História?






Sinopse: Dexter Morgan é um educado lobo vestido em pele de ovelha. Ele é atraente e charmoso, mas algo em seu passado fez com que se transformasse numa pessoa diferente. Dexter é um serial killer. Na verdade, é um assassino incomum que extermina apenas aqueles que merecem. Ao mesmo tempo, trabalha como perito da polícia de Miami... Em Dexter, a Mão Esquerda de Deus, o livro que deu origem à aclamada série de TV, o adorável matador depara-se com um concorrente de estilo semelhante ao seu, encanta-se e incomoda-se com ele, prevê seus passos... A escrita requintada de Jeff Lindsay nos faz mergulhar na mente de um dos personagens mais ambíguos da história da literatura de suspense. Nunca o macabro foi tratado com tanto refinamento e leveza. Dexter Morgan é uma obra-prima.




Sinopse: O que faz gente aparentemente normal começar a matar e não parar mais? O que move - e o que pode deter - assassinos em série como Ed Gein, o psicopata americano que inspirou os mais célebres maníacos do cinema, como Norman Bates (Psicose), Leatherface (O Massacre da Serra Elétrica) e Hannibal Lecter (O Silêncio dos Inocentes). Como explicar a compulsão por matar e o prazer de causar dor, sem qualquer arrependimento? De onde vem tanta fúria? As respostas estão no novo lançamento da editora DarkSide Books: Serial Killers - Anatomia do Mal, dossiê definitivo sobre o universo sombrio dos psicopatas mais perversos da história. Escrito por Harold Schechter - que pesquisa o tema há mais de três décadas, o livro é referência fundamental a todos os que se interessam pelo universo da investigação e da criminologia. 


Em Serial Killers, Anatomia do Mal você vai descobrir como eles matam e por que eles matam. Pontuado por curiosidades macabras, dados científicos e fatos pouco conhecidos sobre a trajetória e a mente dos principais criminosos em série dos Estados Unidos, O livro de Schechter abrange desde a criação do termo serial killer no início do século 20 até o fascínio exercido por matadores seriais na cultura pop (cinema, música, literatura). Histórias reais, assassinos reais, de uma maneira que você nunca viu, estudados com profundidade, rigor científico e conhecimento psicológico. Um livro que vai atrair a atenção dos fãs das séries CSI, Dexter, Criminal Minds e do Canal Discovery Investigation e de todos aqueles que querem entender o que se passa na mente dos assassinos mais temidos e cruéis de todos os tempos. Sem dúvida, oriundos de uma sociedade que precisa repensar urgentemente como cicatrizar essas feridas abertas.




Comentários
4 Comentários

4 comentários:

  1. Tenho quase todos esses... o único que não tenho é a Biografia do Manson. Todos são ótimas escolhas e ótimos livros! Eu fecharia a lista com O Silêncio dos Inocentes, o melhor assassino, rsrsrs.
    Adorei a lista!
    Bjss

    www.umolhardeestrangeiro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Eu já tinha lido este post uns dias atrás e achei sensacional. Psicose realmente é o clássico dos clássico quando se fala em suspense. E é interessante que a trilha vem logo na nossa cabeça, música que deixa tudo ainda mais tenso.
    Os psicopata e sociopatas causam medo e atração, pois a gente acaba tendo muito curiosidade para saber o que se passa na cabeças de pessoas assim.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Oláá
    Nossa, que post sensacional haha eu amo histórias sobre psicopatas e temas mais fortes, ganhei Precisamos falar sobre o Kevin e já quero muito ler pois vi o filme e curti muito, Psicose só vi o filme mas sou louca pelo livro, adorei as dicas.

    Beijos
    [http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oie!
    Gosto bastante de livros de terror, mas quando leio que os fatos abordados ali não são totalmente ficcionais, sinto meu estômago embrulhar. É bem difícil aceitar o fato que existem pessoas que sentem essa necessidade de matar outras.

    Tenho vontade de ler todos os que estão na lista, em especial "Dexter - A mão esquerda de Deus". Assisti só a um episódio do seriado, mas gostei bastante, pretendo continuar assistindo, mesmo a série estando tão avançada. Estranhei bastante ouvir os pensamentos de Dexter, no seriado, fico imaginando como deve ser no livro...

    Abraços,
    Karina do blog Eu e Minha Cultura.

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...