Clássicos Sobrenaturais que Dariam Trabalho Para os Winchester.



Os irmãos Winchester já colocaram muito capiroto para correr, com ou sem dificuldades os bonitos são o terror daqueles que aterrorizam o mundo, mas passeando pelo universo sobrenatural dos clássicos literários encontramos alguns casos especiais para Dean e Sam.




Uma jovem professora de vinte anos, uma mansão antiga, duas crianças órfãs, e estranhas aparições do que supostamente seriam fantasmas de antigos funcionários da casa, mortos em circunstancias suspeitas. Esse pareceria um caso simples; pesquisar onde estão os corpos, salgarem e por fogo certo???? Nãoooo!!! A grande dificuldade: Ninguém tem certeza de que as aparições de fato acontecem. A grande preocupação: As aparições parecem ter um grande interesse pelas crianças. 
Loucura da jovem professora? Ou fantasmas atormentam mesmo o local? Talvez somente o medidor de ondas eletromagnéticas feito com um walkman velho de Dean ( sim um walkman: é muita competência além de beleza) resolva o problema criado por Henry James em seu livro A outra volta do parafuso, um clássico e envolve os leitores com muitos mistérios.


Titulo: A outra volta do parafuso
Autora: Henry James
Editora: Penguin Companhia
Assunto: Romance
Ano: 2011
Páginas: 199 

Sinopse: A primeira cena de A outra volta do parafuso narra uma reunião de amigos, que se divertem contando histórias de horror numa velha casa em Londres. Um deles, Douglas, diz conhecer a mais terrível de todas as histórias de fantasmas, e esclarece que ela lhe foi confiada por uma amiga, a narradora e protagonista dos fatos. Essa amiga é uma jovem professora que aceita se mudar para a propriedade de Bly, nos arredores de Londres. Seu patrão é tio e tutor de duas crianças. Flora e Miles, cujos pais morreram na Índia, e deseja que a jovem seja a governanta da casa. Ao chegar à propriedade, ela logo percebe que duas aparições, atribuídas a antigos criados já mortos, assombram a casa. Mais de cem anos depois de sua publicação, A outra volta do parafuso continua apaixonando uma legião de leitores que são aprisionados pelo enredo fantasmagórico do livro. A tradução de Paulo Henriques Britto para esta edição da Penguin reconstitui com precisão a elegante contundência do original inglês, possibilitando ao leitor brasileiro saborear todas as artimanhas narrativas de Henry James.


A beleza e todas as vantagens que ela pode oferecer pode ser um elemento perigoso, principalmente associada ao fator eternidade. Em um mundo em que vampiros não existem e mesmo a Gisele Bundchen envelhece, a dobradinha de beleza imortal pode ser obtida em concessões especiais com o botinudo. O grande impasse? Por que razão o demo daria mais de dez anos de vida para esta criatura em especial após o pacto? Onde encontrar o objeto capaz de destruir o amaldiçoado, que por alguma razão também não ficou em posse do tinhoso. Muitas concessões foram dadas a Dorian Gray, o homem em questão. Talvez justamente por isso esse caso, cheio de condescendências, fosse uma complicada cama de gato para os Winchester. Mas nada que Oscar Wilde não encontre solução.

Titulo: O Retrato de Dorian Gray
Autora: Oscar Wilde
Editora: Nova Cultural
Assunto: Romance
Ano: 1981
Páginas: 238
Sinopse: O Retrato de Dorian Gray - Versão de Oscar Wilde para o mito faustiano da perda da alma em troca dos prazeres mundanos, "O retrato de Dorian Gray" é um relato de decadência moral e punição, exemplo do humor cáustico e refinado de seu autor. Dorian Gray é um belo e ingênuo rapaz retratado pelo artista Basil Hallward em uma pintura. Mais do que um mero modelo, Dorian Gray torna-se inspiração a Basil em diversas outras obras. Devido ao fato de todo seu íntimo estar exposto em sua obra prima, Basil não divulga a pintura e decide presentear Dorian Gray com o quadro. Com a convivência junto a Lorde Henry Wotton, um cínico e hedonista aristocrata muito amigo de Basil, Dorian Gray é seduzido ao mundo da beleza e dos prazeres imediatos e irresponsáveis, espírito que foi intensificado após, finalmente, conferir seu retrato pronto e apaixonar-se por si mesmo. A partir de então, o aprendiz Dorian Gray supera seu mestre e cada vez mais se entrega à superficialidade e ao egoísmo. O belo rapaz, ao contrário da natureza humana, misteriosamente preserva seus sinais físicos de juventude enquanto os demais envelhecem e sofrem com as marcas da idade.


Uma madrugada sonolenta, a leitura preguiçosa de um livro e eis que uma proposta é lançada em meio suas linhas, basta apertar um botão, um simples botãozinho e um homem, um mandarim do outro lado do mundo estará morto e toda sua riqueza será daquele que apertou o dispositivo. A tentadora proposta incentivada por uma estranha figura masculina que se faz presente diante do leitor confuso. Convencido de que merece toda aquela fortuna e de que tudo aquilo pode ser apenas um sonho, daqueles que não conseguimos saber se é real, o seduzido leitor sela seu destino com um toque. Neste caso, os irmãos não tem muito o que fazer não é verdade? Ou rola uma invocação para negociação ou rola a morte do demônio responsável pelo pacto, por que até no inferno, negócio é negócio e não dá para ser desfeito assim não é verdade?srsrsrsrs.

Titulo: O Mandarim
Autora: Eça de Queiroz
Editora: Amargo
Assunto: Romance
Ano: 2014
Páginas: 64

Sinopse:O Mandarim é um livro do escritor português Eça de Queirós, escrito em Bristol, na Inglaterra, e publicado em Lisboa em 1880.
É considerada mais como uma novela do que um romance, pois há só um personagem central e o enredo concentra-se num só ato.




Penso que essa lista poderia ser infindável, não faltaria trabalho para Dean e Sam se quisessem atuar no mundo literário, com absoluta certeza estariam empregados por toda a eternidade, claro que em alguns casos com mais dificuldades que outros mas nada que sal, pentagramas, um the colt e um Chevy Impala tunado não resolva.






Este foi um post quase coletivo, por não assistir a série contei com ajuda de Raquel e Fabiano aqui do café, Jessica Rodrigues, além de uma ajuda para lá de especial do meu aluno Victor Oliveira. Obrigada Galera!!














Comentários
3 Comentários

3 comentários:

  1. Oii Andreza
    Eu amei o seu post kkk
    Adoro essa criatividade que você mantém em seus posts e meus sinceros parabens.
    Dos livros que você citou eu só li o Retrato de Dorian Grey e concordo que os delícias do Dean e do Sam teriam muito trabalho hahahahah

    beijos
    Mayara
    Livros & Tal

    ResponderExcluir
  2. Obrigada!!! Fico feliz em ler isso!!!

    ResponderExcluir
  3. Oi Andreza, tudo bem?
    Adorei a o post! Ideia genial!!
    Bjs

    http://a-libri.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...