Resenha: A Playlist de Hayden.

 A Playlista de Hayden

Michelle Falkoff

Editora: Novo Conceito
Páginas: 288
Edição: 2015
Sinopse: Depois da morte de seu amigo, Sam parece um fantasma vagando pelos corredores da escola o que não é muito diferente de antes. Ele sabe que tem que aceitar o que Hayden fez, mas se culpa pelo que aconteceu e não consegue mudar o que sente. Enquanto ouve música por música da lista deixada por Hayden, Sam tenta descobrir o que exatamente aconteceu naquela noite. E, quanto mais ele ouve e reflete sobre o passado, mais segredos descobre sobre seu amigo e sobre a vida que ele levava.A PLAYLIST DE HAYDEN é uma história inquietante sobre perda, raiva, superação e bullying. Acima de tudo, sobre encontrar esperança quando essa parte parece ser a mais difícil.



Bullyng, suicídio e luto, tudo sob o ponto de vista de um adolescente que perdeu um grande amigo. Essa é a premissa do livro “A Playlist de Hayden”, um livro do nicho Y.A que fez um grande sucesso em sua chegada.

Hayden, era rico, e só isso bastaria para que muita gente achasse que sua vida era perfeita, no entanto, era alguém introspectivo, que sofria bulling por seu comportamento não dentro dos padrões sociais a sua volta. Seu grande amigo Sam, está no mesmo barco, porém, apesar de sofrerem ataques frutos do bulling, os meninos respondem de maneira diferentes a eles. Hayden acaba se suicidando, deixando para Sam um bilhete e um pen drive e, segundo o qual, a playlist contida nele ajudaria Sam a entender esta atitude tão drástica. A história se desenvolve a partir daí. De forma muito envolvente nos vemos compartilhando com Sam suas frustrações, dúvidas, tristezas e surpresa diante dos segredos revelados.

“Muitas pessoas querem ser invisíveis. Talvez elas até pensem que podem fingir que são. Mas sempre alguém as vê.”

Toda a narrativa é sob o ponto de vista de Sam, é sobe seus olhos que conhecemos Hayden, e digo, são personagens apaixonantes, capazes de despertar no leitor o desejo de mudar a história e obter um novo rumo para trama, talvez por isso o seu desfecho tenha gerado tantas opiniões controversas.

Cada um dos capítulos é intitulado com o nome de uma das músicas da Playlist, mas é preciso estar atento, pois as mesmas não têm suas letras esmiuçadas, logo não espere por isso. A lista de música serve de pano de fundo para trama, e com bastante atenção, é possível criar relação com as mesmas e as situações narradas por Sam, mas não em todos eles. Para quem gosta de ler ouvindo música, pode usar o recurso disponibilizado pela editora, e acompanhar os capítulos embalados pela música correspondente, basta clicar aqui.


Recomendo o livro para aqueles que gostam de histórias comoventes, com temas densos. Mas alerto, não espere muito da trama, não será o melhor livro a tratar do tema, não fará uma abordagem intrincada e visceral, não espero rios de lágrimas, mas com absoluta certeza, trará reflexão e emoção em cada virar de páginas 




Resenha em parceria com o Blog: Arca Literária.
Comentários
1 Comentários

Um comentário:

  1. Olá
    eu queria muito ler esse livro, quando vi seu lançamento a alguns meses atras fiquei muito alucinado, vou ver se da para eu comprar esse mês, todos só dão elogios tanto para autora quanto para a editora por ter feito uma capa muito top
    Bjks
    Passa Lá No meu Blog - http://ospapa-livros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...