Com Quantas Árvores Se Faz o Meu Livro?


Você alguma vez já se fez essa pergunta?
Em tempos onde a palavra sustentabilidade passou a ter uma certa prioridade, ser um leitor consciente é algo indispensável.











Ontem assistido a uma reportagem sobre o desmatamento, me surgiu uma dúvida que nunca antes havia tido: quantas árvores precisaram deixar de existir para que eu pudesse ter essa modesta biblioteca em casa?
Não, meus amores, não vim bancar a juíza, na verdade, minha intenção é apenas trazer uma reflexão à nós, hoje começamos a sentir as graves consequências que séculos de abuso, exploração e agressão ao recursos naturais causaram, quem mora no Rio de Janeiro sente bem os efeitos do calorão, tipo treino para o inferno, que é no verão, cada vez mais observamos a verticalização das cidades, uma verdadeira selva de pedra espremendo as matas sem a menor piedade, limitando seus espaços, expulsando povos, fauna e flora a seu bel prazer...e ao nosso também, ainda que indiretamente.


Central Park, Nova York - USA
A pergunta que nos fazemos quando vemos todos esses desmandos é: como posso ajudar a melhorar essa situação? Antes de qualquer denúncia feita pela grande mídia, sabemos que máfias de madeireiros existem, homens poderosos que ficam na coxias se utilizando de trabalho escravo para derrubada ilegal de árvores, bem como matar sem piedade os índios que habitam nossas florestas, mas que em um momento de apreensão, nunca estão lá para pagarem por seus crimes, e quando são pegos, possuem uma boa quantia em dinheiro para calar bocas por aí. Essa é a triste realidade não só do Brasil, mas do mundo, o dinheiro manda, mas na medida do possível existem algumas coisas que podemos fazer para tentar aliviar essa crueldade, e até ler nossos livros com a consciência tranquila. 

A pergunta feita no título do post não é tão fácil de ser respondida, pois é a quantidade de papel que vai determinar a quantidade de árvore a ser derrubada, mas estima-se que cada árvore produz cerca de 75 kg de papel, pesquisando pela rede você vê que os cálculos não são muito precisos, mas que a ideia, embora óbvia, é que quanto maior o livro, mais matéria prima ele irá requerer. Livros com revestimentos brilhantes, pedem mais matéria ainda, isso significa que não vou comprar mais livros impressos e terei que aderir aos e-readers?, Não, amores, não precisam radicalizar, os e-readers são sim uma ótima alternativa para ajudar a sanar essa questão em específico, mas talvez você que esteja lendo agora, seja como eu, uma leitora daquelas bem antiquadas que adora uma obra em capa dura na sua estante, você não abre mão de ter um livro...na mão...rsrs, então como podemos resolver isso?,

Algumas editoras são adeptas da impressão sob demanda, é bem comum em editoras pequenas, e muito utilizada para novos autores, eles só imprimem aquela quantidade necessária para que não haja desperdício do papel o que é uma opção viável financeiramente para elas. Como já falamos os e-readers, para quem gosta e acha que pode se adaptar bem, é uma boa opção. Reciclar nossos livros também é de grande ajuda, pela internet você vai encontrar sites que afirmam ser impossível reciclar livros por conta da cola utilizada neles, já outros dizem ser absolutamente possível o uso do livro para a criação de outros produtos, tendo esse impasse diante de nós, e tendo você um livro que não queira mais ler, eu sugiro que procure um centro de coleta próximo a seu bairro ou cidade, e veja com eles se a reciclagem é possível. Também existe outra forma de reciclar o seu livro, que é reciclando o conhecimento que ele te trouxe, doe a obra para alguma biblioteca pública, assim outras pessoas terão acesso à diversão e cultura, e pelo menos a madeira utilizada para fazer aquele papel que virou seu livro, será usado para uma boa causa, vale ressaltar que madeira é um bem esgotável. Porém se tratando das madeireiras legalizadas, elas tem por obrigação plantar uma nova árvore no lugar da que cortou, e em relação as editoras, algumas possuem iniciativas eficazes para a preservação do meio ambiente, é válido tirar algumas horinhas para pesquisar sobre elas.


Caso eu tenha te deixado com a pulga atrás da orelha...rsrs...e você queira saber mais, vale também mandar aquele e-mail bonito para a editora do seu coração e procurar saber a procedência do papel que é utilizado na impressão dos livros, ou ainda para saber se a editora mantêm ou ajuda algum projeto de conscientização ambiental, elas certamente retornarão te informando alguns dados, onde você mesmo pode fazer sua pesquisa pessoal e saber se algum desses fornecedores possuem algum tipo de processo por crime ambiental, ou se o projeto de conscientização de fato existe, não pense que isso é algo impossível, na minha luta de dieta vegetariana, mandar e-mail para empresas para saber a origem de certos produtos é algo absolutamente comum, e elas respondem sim, é um direito seu. Em tempos de sustentabilidade, a responsabilidade de cuidar do planeta é minha, sua e das editoras também, o nosso planeta conta com a gente.




Comentários
14 Comentários

14 comentários:

  1. Postagem interessante...

    http://kleitongoncalves.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Já andei pensando muito sobre isso,tb pensei em quanta água e outros pontos. Gostei muito do post. Beijos!
    http://coisasdeumleitor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Gostei do post.. eu gosto de ler ebooks.. mas ainda assim livros físicos são meus preferidos.. acho muito importante procurar saber de onde vem.. e o que tem sido feito para manter para as próximas gerações..geralmente livros que não uso mais eu troco por outros pela internet.. mas vou começar a doar também.. só de saber que uma outra pessoa vai ter acesso a esse conhecimento já passa a ideia de que o livro foi bem aproveitado..

    ResponderExcluir
  4. Eu também me faço a mesma pergunta, mas apesar de termos a opção dos e-books eu por exemplo tenho que usar óculos e acho ruim ler em algo que não seja livros de papel, mas continuo achando que podemos passar os livros para frente e produzir livros com papéis reciclados, mas infelizmente muita gente não gosta de papel reciclado, aí fica difícil.

    Bjos e boa segunda

    http://redandvintage.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oiie
    Achei muito interessante o seu post!
    Pensei sobre isso algumas vezes, mas logo esquecia.. sabe aquele tipo de curiosidade q vc tem e depois esquece?
    Foi bom ver por aqui... =)
    Eu sou igual a vc, das antigas e agoro um livro na minha estante, sentir os cheiros das páginas, toca-lo...
    Leio alguns em e-book, até pq nao tenho grana pra comprar td.. mas nao sei se largaria os meus livros fisicos.. =(

    As editoras vao receber um monte de emails agora querendo saber a origem dos papeis!!! hahahaha \o/

    Bjinhos
    Pam
    Meus Livros Preciosos

    ResponderExcluir
  6. Ótima reflexão. Eu sempre penso sobre isso. Estamos usando recursos demais e o planeta está se esgotando.
    Em ralação aos livros, o que eu tento fazer é comprar só livros que são, realmente, do meu interesse. Normalmente, de grandes escritores. Aqueles consagrados pela crítica. Já dos autores iniciantes, eu compor e books.
    Espero não comprar livros que sejam feitos de origem ilegal.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Hey, Ivy!
    Esse post ficou muito bacana. Agora que dá uma coisinha ruim por ter vários livros físicos, dá. Mas é como você falou, nós precisamos fazer nossa parte, mesmo que não sejamos os extremos radicais.
    Letras & Versos

    ResponderExcluir
  8. Oi Ivy, já também me fiz essa pergunta e ficamos sem muitas alternativas. Sou adepta dos ebooks e acho que já é um primeiro movimento à caminho da diminuição da matéria prima. Mas, ao mesmo tempo, é impossível não querer aquele livro lindo e preferi no estante, ainda mais se for autorizado.
    Gostei bastante de refletir mais um pouco sobre o assunto.
    Beijos
    Porão da Liesel
    Fan page

    ResponderExcluir
  9. Oi Ivy... eu sempre faço essa pergunta sabe... e fico indignada com essas empresas clandestinas que ficam desmatando a natureza a torto e rodo e termina prejudicado as empresas que fazem o seu trabalho direito... eu sempre que posso participo dos mutirões para plantar árvores novas.. porque sou uma leitora amante de livros físicos... embora eu ache que de acordo como as coisas vão caminhando os livros físicos aos poucos serão algo bem raro... enfim.... xero

    ResponderExcluir
  10. Oi Ivy, realmente é um assunto que nos deixa com a pulga atrás da orelha, afinal realmente é nítido como o clima do planeta está sendo cada vez mais afetado e as coisas só tendem a piorar. Cabe a nós fazermos a diferença para as coisas melhorarem ou destruir o único mundo que podemos chamar de nosso. Eu particularmente faço tudo o que posso para evitar prejudicar ainda mais o nosso planeta e ainda acredito que uma hora dessas a raça humana irá acordar e perceber que também precisa agir e urgente. Em relação aos livros, também sou dessas que faz questão do livro de capa dura na estante, mas não vejo isso como uma coisa ruim, já que o mundo criado nos livros também nos deixam de mente aberta para entender o quanto precisamos mudar, seja como pessoa, seja como cidadãos, seja como raça humana. Desculpe se falei muito ou fugi um pouco do assunto, temas assim me deixam extremamente pensativa.

    Bjs, Glaucia.
    www.maisquelivros.com

    ResponderExcluir
  11. Oi Ivy, tudo bem?

    Seu post é muito interessante e também já fiz essa pergunta. Acho que o importante é o conhecimento e sempre fazer medidas para melhorar, como por exemplo as editoras fazerem projetos. Mas também tem que partir de nós, um bom exemplo que falou é as doações de livros, também plantar uma árvore. Se cada pessoa fizesse sua parte o mundos estaria bem melhor.

    Eu leio e-books, mas o livro impresso, aquele cheirinho de livro novo é maravilhoso.

    Beijos
    Leitora sempre

    ResponderExcluir
  12. Ivy, você me colocou pra pensar agora... olho para as minhas estantes lotadas e penso nas árvores! hehe... Eu leio ebooks, mas bem menos que livros físicos. Vou tentar trabalhar isso aos poucos pra inverter as proporções...

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  13. Olá!
    Nossa, é uma boa reflexão... eu amo ter meus livros na estante. Eu leio ebook e até gosto, mas alguns livros eu desejo ter na minha estante, e realmente, nesse tempo em que vivemos, devemos pesar as coisas e por a cuca pra pensar.
    Gostei muito do post.

    Beijinhos
    Jaque - Meus Livros, Meu Mundo.

    ResponderExcluir
  14. Olá!
    Adorei a postagem e a reflexão sobre o assunto. Nosso planeta precisa de ajuda e cabe a cada um de nós ajuda-lo.
    Abraços

    www.estantejovem.com.br

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...