Resenha: Suicidas

Esse ai chegou com tudo. Vem comigo para esse porão claustrofóbico e perturbador.

Suicidas 

Rafael Montes


Editora: Benvirá
Páginas:  488
Edição: 2012

Sinopse: Um porão, nove jovens e uma Magnum 608. O que poderia ter levado universitários da elite carioca – e aparentemente sem problemas – a participarem de uma roleta-russa?

Um ano depois do trágico evento, que terminou de forma violenta e bizarramente misteriosa, uma nova pista, até então mantida em segredo pela polícia, ilumina o nebuloso caso. Sob o comando da delegada Diana Guimarães, as mães desses jovens são reunidas para tentar entender o que realmente aconteceu, e os motivos que levaram seus filhos a cometerem suicídio.

Por meio da leitura das anotações feitas por um dos suicidas durante o fatídico episódio, as mães são submersas no turbilhão de momentos que culminaram na morte dos seus filhos. A reunião se dá em clima de tensão absoluta, verdades são ditas sem a falsa piedade das máscaras sociais e, sorrateiramente, algo muito maior começa a se revelar.




Não é preciso explicar a trama, a sinopse por si, resume de maneira contundente a vertente na qual se desenrola a obra. E tenho que dizer, cada linha, cada página, cumpre completamente o que se propõe fazer: tirar seu sono, "comer o livro" .

Magistralmente o autor nos leva um passeio pela vida de nove jovens de classe média, e suas personalidades intricadas, pensamentos fúteis, superficiais, arrogantes, preconceituosos e egoístas. Montes faz isso de maneira dinâmica e habilidosa. Cada personagem, desvela uma gama de sentimentos humanos, que por vezes são conflitantes, outras compreensíveis, ainda por outras vezes a condição destes sentimentos humanos são levados a tantos extremos que toda conduta social regulada pelo o que chamamos de bom senso é posto à parte. Em um jogo psicológico de roer os dedos, o leitor se encontra em poucas páginas, jogado em um porão claustrofóbico, enfumaçado, com todos os tabus sociais rompidos à olhos nus. Suicídio, assassinatos, necrofilia são só alguns deles. O mais cativante dos personagens é sem dúvida alguma Dan, mas me limitarei a falar sobre ele, pois seria uma grande proeza fazê-lo sem spoiler. 

A narrativa não linear, o que particularmente gosto muito, contribui para manter o ritmo da leitura. Três tempos são alternados entre os capítulos: os relatos contidos no diário do protagonista, a investigação sobre o caso, que envolve as mães de cada um dos jovens, e os escritos em "tempo real", feito pelo protagonista durante a roleta russa. O autor encerra cada capítulo com um gancho para o próximo, e sendo a trama desenvolvida em três linhas diferentes, haja coração e ansiedade.
  
Não espere muitas descrições, o texto é  recheado de diálogos despretensiosos, a primeira vista, mas que são na verdade elementos importantes para o grande emaranhado de mistérios. Através destes diálogos observamos uma linguagem debochada e cítrica do mundinho vivido pelos personagens.  Um ponto bastante discutido pelos leitores foi a ideia de escrita em tempo real feita pelo protagonista, sob o argumento de ser bastante difícil conciliar este fato com toda aquela tensão palpável no porão. Porém mais uma vez, tocar neste assunto sem spoiler seria um mérito ao qual eu não alcançaria. 

Adorei a premissa do autor. Muito original. Basta imaginar o suicídio coletivo constituído em formato de roleta russa para muitas perguntas surgirem. O livro é um verdadeiro vira páginas e sem dúvida alguma muito bem elaborado. Melhor ainda, é ser uma obra de autoria de um jovem escrito brasileiro. Raphael Montes chegou se destacando no cenário literário e com certeza com sucesso. 

Recomendo muitíssimo o livro é eletrizante.


Um pouco de organização diante de tantos personagens pode ajudar...rs




Comentários
11 Comentários

11 comentários:

  1. Olá,

    Nossa eu estava afim de ler os livros do Raphael, mas só tinha lido resenhas de Dias Perfeitos dele, mas depois de ler a sua resenha de Suicidas creio que irei ter que comprar os dois. Adoro livros que abordem esse tema e sempre me perco durante a leitura para saber o que ocorreu para as pessoas chegaram a esse ponto. Agora esse livro mostra a história de 9 jovens que cometeram o tal ato. :O
    Espero gostar da leitura tanto quanto você.

    Beijos.
    Visite: Paradise Books BR // Sorteio Fim de ano

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa leitura Paula, espero que goste. Para mim foi impossível não ler em uma tacada só.

      Excluir
  2. Oiii Andreza, tudo bem? Eu só li Dias Perfeitos do autor e detestei. Mas dizem que Suicidas é muito melhor e eu pretendo lê-lo ainda. A premissa é maravilhosa e eu já fiquei com curiosidade para saber o que levou esses jovens a essa decisão. Na verdade, já tenho algumas teorias aqui, kkk, mas mesmo assim, quero descobrir qual foi a ideia do autor =D
    Beijooos
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/p/enquete.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você não é a primeira a me dizer que não gostou de "Dias Perfeitos", ainda não li o livro, mas estou curiosa sobre ele. Quanto à "Suicidas" esqueça as teorias, nada é o que parece..rs

      Excluir
  3. Concordo o você. Este é um ótimo livro. A história é excelente e o final é mesmo polêmico. Mas grandes autores causam controvérsias. Adorei a resenha.

    ResponderExcluir
  4. Concordo também o livro tem uma história intrigante

    ResponderExcluir
  5. Oiee

    Só li Dias Perfeitos deste autor e gostei muito, adoro livro que aborda suicidio e agora fiquei morrendo de vontade de ler.

    Beijos

    www.livrosechocolatequente.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se gostou de Dias Perfeitos, pode ler suicidas sem preocupação, acredito que gostará tanto quanto.

      Excluir
  6. Adorei a premissa do livro e sua resenha ta ótima. Não conhecia ainda, mas com certeza vou procurar!
    Bjos

    mundoemcartas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Oiii
    Já queria ler esse livro e sua resenha me deixou mais animada.
    O novo layout ficou lindooo *-----*

    Bjinhos
    Jéssica Rodrigues
    http://www.coracaoleitor.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Jéssica, fico feliz que tenha gostado do novo layout.

      Excluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...