Resenha: O Hobbit


O HOBBIT

J.R.R. TOLKIEN




Tradução de Lenita Maria Rímoli Esteves.
EditoraWMF Martins Fontes
Páginas: 328
Edição: 2013

Sinopse: Prelúdio de "O Senhor dos Anéis", "O Hobbit" conquistou sucesso imediato quando foi publicado em 1937. Vendeu milhões de cópias em todo o mundo e estabeleceu-se como um clássico moderno e um dos livros mais influentes de nossa geração. Bilbo Bolseiro é um hobbit que leva uma vida confortável e sem ambições. Mas seu contentamento é perturbado quando Gandalf, o mago, e uma companhia de anões batem à sua porta e levam-no para uma expedição. Eles têm um plano para roubar o tesouro guardado por Smaug, o Magnífico, um grande e perigoso dragão. Bilbo reluta muito em participar da aventura, mas acaba surpreendendo até a si mesmo com sua esperteza e sua habilidade como ladrão!



J.R.R. Tolkien é um autor extremamente influente, e que voltou à boca do povo em função dos filmes de Peter Jackson, a trilogia "O Senhor dos Anéis", na década passada. Basicamente, são livros de fantasia, mas com um nível de detalhamento incomum. Mesmo as ilustrações e os sensacionais mapas foram produzidos pelo próprio escritor.

O Hobbit pode ser considerado uma espécie de iniciação na obra do mestre, pela simplicidade da escrita e por apresentar vários dos povos comuns em seus livros. Orcs, wargs, elfos, anões, hobbits, dragões... está tudo aqui, e bem representado, em uma história cativante e rápida. Há várias resenhas sobre o livro pela internet, em sua maioria verdadeiros resumos. Mas prefiro não me ater à sequência dos eventos. Primeiramente, considero que este é um livro genial, por trazer um universo de alta complexidade em uma linguagem simples, que mesmo leitores muito jovens entendem tranquilamente. Outro mérito de Tolkien é a forma de contar a história, com graça e leveza, onde nem mesmo as mortes e massacres soam pesados. Também nos faz adorar os personagens, torcer por eles e imaginar o que pode ocorrer a qualquer momento. O fator surpresa é uma constante. A verve criativa salta em cada página, permitindo assim uma leitura gostosa e muito rápida, pois em nenhum momento nos entediamos.

Eu diria que a palavra-chave para essa história é "jornada". Bilbo Bolseiro, o pacato hobbit, segue bem sossegado em sua casinha, quando recebe a inesperada visita do (famosíssimo) mago Gandalf, solicitando que se prepare para uma grande aventura. No dia seguinte, o mago leva consigo 13 anões para a casa do apavorado hobbit. Ele tenta fugir da tal aventura de todas as formas, sem sucesso. O objetivo era se apropriar do tesouro guardado pelo dragão Smaug, que havia roubado os anões em priscas eras. E lá foram os nossos herois, inclusive o atrapalhado hobbit. A viagem, longa, atravessa rios, florestas, cavernas e trevas, e inclui desde trolls e wargs até aranhas gigantes e outras armadilhas. O frio, o cansaço e a fome se interpõe entre os aventureiros e seu objetivo.

Embora a jornada seja de todos, o foco é em Bilbo, que durante a viagem descobre seu lado aventureiro. Durante a obra, ele vai se transformando e se descobrindo como algo que nunca imaginava. Não é muito diferente de nossas vidas, quando passamos por momentos particularmente difíceis e, não raro, percebemos que somos mais fortes do que imaginávamos. E aí reside uma outra grande qualidade de Tolkien. É tudo fantasia, sim, mas com uma forte conexão com nossas vidas, sonhos, cotidiano... jornadas.

Se você curte o gênero fantasia, e ainda não se aventurou pelo universo desse autor, comece com este. Será uma deliciosa porta de entrada para o  mundo médio, e a tendência é que queira degustar os outros clássicos em seguida. Recomendo mesmo para quem não costuma ler esse gênero literário, pois é incrivelmente bem escrito e tem um ritmo peculiarmente gostoso.





Comentários
29 Comentários

29 comentários:

  1. Olá!
    Tenho um carinho enorme por esse livro e hoje mesmo fui pagar o boleto de uma edição comemorativa de 75 anos que comprei. Além da história ser muito interessante, a leitura é razoavelmente fluida e ti dá um baita incentivo a continuar a se aventurar nos livros do Tolkien. No fim do ano passado reli O hobbit, pois estava querendo entrar no clima de LOTR, que eu acabei lendo logo em seguida e achei completamente fascinante. Pretendo me aprofundar mais na obra tolkeniana nos próximos anos :)

    Leitores Forever

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, sempre ouvi falar que Senhor dos Aneis é uma leitura difícil e tal, mas acho que é preguiça de quem não curte longas histórias mesmo eheheh. Valeu pela visita!

      Excluir
  2. Eu AMO esse livro, é meu Bebezinho <3 é uma história incrível, com uma linguagem mais leve e fácil, e divertidíssimo. Dei boas gargalhadas com varias cenas rsrs. O filme fez juiz ao livro. As musicas que foram cantadas, os efeitos especiais... Uma obra magnífica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, os filmes eu ainda não vi... a história me parece tão curtinha pra uma trilogia... mas só conferindo mesmo. Vi um trailler e gostei bastante. Obrigado pela visita!

      Excluir
  3. Olá Fabiano :)
    Confesso que fiquei mega curiosa quanto esse livro e a sua resenha está simplesmente impecável. A maneira como você conseguiu se expressar me encantou :)
    Ainda não li nada do Tolkien mas falam tão bem que eu resolvi que desse ano não passa, preciso conhecer kkk
    Parabéns pela resenha, abraços

    www.dezenoveprimaveras.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, eu também nunca tinha lido nada dele, mas agora deu vontade de ler tudo, ahahah! Obrigado pela visita e pelas palavras :) abraço

      Excluir
  4. Engraçado, eu já entrei na Terra Média com LOTR e só depois acabei lendo O Hobbit! Certamente essa segunda obra tem um estilo de escrita muito diferente de LOTR. Muito mais enxuto e fácil de ler. O problema da trilogia é que é MUITO descritiva e o Tolkien acaba ficando meio prolixo (não que eu, particularmente, ache isso ruim), então muitas pessoas se entediam com a leitura. Eu amo de paixão ambos os livros e estão na fila aqui o Silmarillion e Contos Inacabados!
    Quanto ao filme, eu adorei, mas tem que assistir sabendo que é só baseado no livro, tem muitas diferenças!
    Excelente sua resenha!!

    Samara - Infinitos Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Silmarillion, inclusive, tem fama de ser bem complexo, muito diferente do estilo simples e direto de Hobbit. Por outro lado, deve ser interessantíssimo, pois conta até a origem do universo. Há quem diga que é a maior obra de Tolkien. Obrigado pela visita! :)

      Excluir
    2. É verdade Fabiano. Eu comecei a leitura de Silmarillion, mas não estava em um momento que poderia focar tanto em um livro para entender tudo, aí parei a leitura e deixei para uma época em que estivesse mais tranquila e poderia focar completamente no livro!

      Excluir
  5. Oi, ainda não li O hobbit :(
    Ta na lista "livros pra ler antes de morrer" haha
    Que resenha maravilhosa, escreve muito bem, já pensou em escrever um livro? Haha
    Lerei em breve, com certeza.
    Beijos flor <3
    Bloggpaginassecretas.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu vivo pensando em escrever um livro, sim ahahahah! Mas quando começo, percebo que é bem mais complexo do que parece à primeira vista... quem sabe um dia? ehehe. Obrigado pela visita :)

      Excluir
  6. Comecei com Tolkien através de SdA, o que foi um pouco cansativo. Anos mais tarde que tive a oportunidade de ler O Hobbit, e me encantou tanto quanto SdA. Realmente, a leitura é bem mais fluída do que SdA, isso acontece porque é uma obra bem introdutória ao universo. Mas uma obra realmente cansativa é o Silmarillion, esse é bem complexo.

    Beijos
    http://coolturenews.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Até por isso, acho que o ideal é começar pelo Hobbit e concluir com o Silmarillion. Vai se adaptando aos poucos ao grau crescente de dificuldade. Obrigado pela visita :)

      Excluir
  7. Sempre ouvi desse livro, ele é um sucesso, infelizmente ele não me chama atenção, me chamam até de maluca por conta disso. Mas vai que agora eu dou uma chance?
    Adorei a resenha viu?
    Beijos
    http://cheireiumlivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado! Eu nunca tive tanta curiosidade em ler os livros do Tolkien, mas o livro simplesmente caiu na minha mãe e resolvi conferir. Não me arrependi. :)
      Obrigado pelo elogio e volte sempre!

      Excluir
  8. Oii, tudo bem?
    Até hoje eu não entendo pq eu, que adoro fantasia nunca li e nem assisti, o Senhor dos Anéis, O Hobbit, acho que preciso mudar isso....
    Bjs

    http://a-libri.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Sempre é tempo de mudar ehehe. Comece pelo Hobbit e tenho certeza de que não se arrependerá :) Bj!

      Excluir
  9. Aiiii, eu acho que sou a única que não gosta de senhor dos anéis... Eu não sei se é porque vi todos os filmes de uma vez só e fiquei meio tonta, que desisti de ler qualquer coisa que fosse relacionada... Mesmo assim fui ver o último filme no cinema porque sou metida e gostei dos efeitos especias... kkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu nunca me interessei pelos filmes, nem sei o motivo... mas depois que li o Hobbit, até me deu curiosidade ehe :)
      Obrigado pela visita!

      Excluir
  10. Oi, tudo bem?
    Ainda não tive oportunidade de ler nada desse autor e como os livros dele não são do gênero que eu costumo ler e gosto, eu não fico tão desesperada para ler, mas pretendo algum dia conhecer as histórias do autor e irei começar por esse livro o/ Enfim, eu gostei bastante da resenha e espero um dia ler e gostar tanto da história quanto você gostou.

    Beijos :*
    Larissa - http://srtabookaholic.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Embora o gênero de Tolkien seja Fantasia, creio que sua obra é universal. Qualquer pessoas, independente de gostos pessoais, tende a gostar, pela qualidade do texto. Obrigado pela visita e volte sempre! :)

      Excluir
  11. Oie!

    Tolkien é gênio e eu sei disso sem nem ter lido qualquer obra dele. E olha que sou fã do gênero! Um erro imperdoável da minha parte. Já assisti a todas as adaptações do autor, no entanto. Ma-ra-vi-lho-sas <3

    Com carinho,
    Celly.

    http://melivrandoblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo comentário! Eu ainda não assisti aos filmes... imperdoável! :)

      Excluir
  12. O Hobbit!!! Eu assisti aos dois primeiros filmes e amei demais! Tenho muita vontade de ler os livros também.
    Só pelo filme posso notar que o autor possui uma imaginação fora do comum! Ficava imaginando como aqueles fatos eram narrados, sempre imaginei que o autor usasse uma linguagem mais rebuscada, mas parece que não, né?!

    Acho que nunca disse isso, mas eu amo suas resenhas.

    Beijos,
    Karina do blog Eu e Minha Cultura.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É, ele até usa uma linguagem mais rebuscada e detalhista em seus outros livros, especialmente Silmarillion, que dizem ser até bem difícil de ler. Mas não li nada além do Hobbit ainda, então não sei te dizer... agora, a criatividade desse "óme" era absurda mesmo!

      Obrigado pelo elogio e volte sempre ao blog! :D bjs

      Excluir
  13. Olá!
    Nunca li nada do Tolkien, apesar de ter muita vontade. O Hobbit é bem famoso, já li algumas resenhas onde falam muito bem do livro, adorei o jeito que você usou para expressar sua opinião sobre ele.
    Até mais!

    ResponderExcluir
  14. Parabéns pela resenha Fabiano, eu infelizmente ainda não li nenhum livro do autor, acabei por deixar para ler depois e sempre acabo por me esquecer, assisti aos filmes por causa do Martin, Bilbo, que é o Watson em Sherlock, achei legal os filmes e me deixou curiosa em relação ao livro. Estarei a ler em breve.
    http://k-secretmagic.blogspot.com.br/
    Xoxo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Depois que ler, nos diga o que achou! rs Obrigado pela visita!

      Excluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...