Resenha: Perdida

Gosta de Chick lit?? Quer ler um nacional e empolgante?? Suspirar a cada página?? Então você precisa ler "Perdida". Ficou curioso (a)? Então venha saber o porque.


Perdida

Karina Rissi


Editora: Verus
Páginas: 364
Edição: 2013

Sinopse: Sofia vive em uma metrópole, está habituada com a modernidade e as facilidades que isto lhe proporciona. Ela é independente e tem pavor a menção da palavra casamento. Os únicos romances em sua vida são os que os livros lhe proporcionam. Mas tudo isso muda depois que ela se vê em uma complicada condição. Após comprar um novo aparelho celular, algo misterioso acontece e Sofia descobre que está perdida no século XIX, sem ter ideia de como ou se voltará. Ela é acolhida pela família Clarke, enquanto tenta desesperadamente encontrar um meio de voltar para casa. Com a ajuda de prestativo Ian, Sofia embarca numa procura as cegas e acaba encontrando algumas pistas que talvez possam leva-la de volta para casa. O que ela não sabia era que seu coração tinha outros planos...

Perdida é uma leitura empolgante. Não é um Chick lit comum, na verdade foge em muitos pontos da estrutura deste gênero. Também não é um conto de fadas, embora tenha uma pitada de tal. Vai ficando difícil enquadrar o livro em algum nicho literário. O que não tem a menor importância, pois o livro é hilariante e emocionante. A gente começa a ler como quem não quer nada, só pra passar o tempo, e logo estamos envolvidos e torcendo pela história de Sofia, protagonista da trama.


A maior parte da história se passa no século XIX. Sofia, uma menina com vida simples e sem muitas ambições que precisava urgente de um celular, já que o seu foi perdido em um incidente bastante comum, caiu no vaso sanitário. A questão é que o novo aparelho celular lança Sofia direto ao século XIX. E esse é todo charme do livro. Pois é lá, em um tempo fora do seu, que ela encontra Ian. Agora pensem, um homem lindo, responsável, cavalheiro. Sim, eu também suspirei meninas...rs. São personagens cativantes com os quais nos vemos envolvidos rapidamente. 

A escrita de Carina Rissi é divertida, além disso a autora conseguiu construir um romance muito bem contextualizado à época escolhida e trabalhou muito bem a estranheza que os hábitos de Sofia causavam aos contemporâneos do século XIX. Grande parte da irreverencia e dos dramas do romance estão pautados justamente nesse anacronismo. Alguns clichês? Sim, mas também personagens bem construídos e encantadores, reviravoltas e surpresas que deixam o leitor envolvidos com a trama. 

Leitura super-recomendada!












Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...