Resenha: Esconda-se

Gosta do gênero policial? Se a sua resposta foi sim, acho que vai curtir esse livro.

Esconda-se
Lisa Gardener


Editora: Novo Conceito
Páginas: 400
Publicação: 2013

Sinopse: Uma mulher que foi obrigada a fugir, desde criança, de uma possível ameaça. Uma ameaça que seu pai via em todo lugar, mas que a polícia nunca considerou. Um antigo e desativado sanatório para doentes mentais que pode ter muito mais a esconder entre suas paredes do que homens e mulheres entorpecidos por remédios. Uma história de rancor entre membros de uma mesma família que nunca conseguiram superar os episódios de violência doméstica que presenciaram. Um pingente que foi parar em mãos erradas e a cena de um crime brutal; seis meninas mortas e mumificadas há mais de trinta anos. Agora, cabe à famosa detetive D.D. Warren descobrir quem foi o serial killer que cometeu esta atrocidade e que motivação infame deformou sua mente.







O primeiro livro que li da autora Lisa Gardner foi com o romance policial “Sangue na neve”, o quinto romance de uma série protagonizada pela personagem Detetive D.D, Warren. Não tive problemas em começar pelo 5°livro, já que cada um deles tem histórias independentes. Portanto, se você curte romances policiais, mas ainda não leu nenhum da autora, se joga! 
Você só vai conseguir parar quando chegar ao final e ficar com aquela ressaca literária gigantesca.

Na trama deste título a sargento D.D. Warren comanda a investigação de um caso em que seis corpos mumificados foram encontrados em um túnel subterrâneo no terreno de um antigo hospital psiquiátrico que está abandonado. Um dos corpos possuía uma correntinha com um pingente em que se lia o nome de Annabelle. A grande questão é que na verdade a tal correntinha pertence a uma garota que está vivinha da Silva e agora se chama Tanya. 
Qual seria a relação entre "Tanya" as múmias no túnel?

Nada é previsível na escrita de Gardener. A autora constrói uma história com personagens bem elaborados e de fácil identificação com o leitor, em que a cada capítulo novas pistas são lançadas.

O pulo do gato da escritora é a narrativa alternada em terceira e primeira pessoa. Os capítulos se alternam entre o ponto de vista de Annabelle e Bobby (detetive que acompanha o caso junto com D.D. Warren). Essa estratégia garante um vira páginas frenético, confundindo o leitor, fazendo com que a cada capítulo uma nova formulação de hipóteses seja elaborada prendendo a atenção e gerando tensão em cada linha.
Super recomendo.







Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...