Resenha: Atormentada

Você também gosta de histórias em que, até que se chegue ao final, não conseguimos discernir o o que é real (no mundo da trama) e o que é imaginação de algum personagem? Então vem comigo comigo conhecer a trama de Atormentada.

Atormentada

Jeannine Garsee 



Editora: Jangada
Ano: 2013
Páginas: 367

Sinopse: Rinn é uma garota bipolar, que mantém o transtorno sob controle com a ajuda de medicação. Ela mora com a mãe e estuda no Colégio River Hills, onde dizem que a piscina é assombrada por Annaliese, uma adolescente que se afogou ali vinte anos antes. Quando coisas terríveis começam a acontecer aos seus colegas e não a ela, Rinn promete descobrir por que não pode ser “atingida” pelo espírito de Annaliese. Ela consegue fazer contato com o fantasma, que não se mostra nada pacífico. Ao descobrir o motivo, Rinn pede ajuda para seu namorado Nate, e elabora um perigoso plano para descobrir a verdade. Logo realidade e fantasia se confundem, até Rinn perceber que é quase impossível diferenciá-las. Diante de uma força malévola que ameaça a vida de todos de quem ela gosta, Rinn se pergunta se de fato pode confiar no que sente ou se está novamente perdendo o contato com a realidade.



Rinn é uma garota bipolar e psicótica de dezesseis anos, que com ajuda de seus numerados medicamentos se mantem sob controle. Ela e a mãe acabaram de se mudar da Califórnia para uma cidade pequena em Ohio. 


A principio Rinn está apreensiva com a nova vida e com a escola, porém consegue ambientar-se e passa a enxergar uma nova possibilidade de vida. Parte dessa nova possibilidade se materializa no grupo de novas colegas da escola e na amizade um tanto colorida que estabelece com um vizinho, um rapaz cobiçado chamado Nate. Tudo parece estar indo bem, até Rinn descobrir que em sua escola possui uma piscina que dizem ser assombrada, e que em sua casa houve um suicídio. Logo coisas estranhas e terríveis começam a acontecer.


A narrativa é feita do ponto de vista de Rinn e esse o grande ponto positivo do livro, pois na metade do "caminho" não sabia mais o que era alucinação da personagem ou realidade e me vi bolando várias teorias. Um grande mérito da autora, que constrói uma personagem com distúrbios mentais, de forma tão realista, com sentimentos tão desmoderados e intensos, nos transportando para a mente da protagonista, nos deixando tão confusos quanto ela.

Apesar de abordar um tema pouco comum, o livro é destinado ao público jovem adulto, logo outros assuntos comuns a esse nicho literário são abordados: como a expectativa dos pais sobre os filhos, gravidez adolescente, relacionamentos virtuais, primeiro relacionamento entre outros.

Não é assustador como as narrativas de Stephen King, mas mantém um bom ritmo de suspense psicológico, com pitadas de mortes e espíritos vingativos, o que garante o virar das páginas. Recomendo.




"Segurança, eu sei, não passa de uma ilusão. Não estamos seguro. Ninguém está seguro."










Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...