Resenha: O Céu Vai Ter Que Esperar.

Já imaginou se você desencarnasse? Virasse um fantasma? Batesse as botas? Pois é isso que acontece com Lucy, bem às vésperas de um grande acontecimento em sua vida. Quer saber no que dá nisso? Clica ai.

O Céu Vai Ter Que Esperar

Cally Taylor




Editora: Bertrand Brasil
Ano: 2011
Páginas: 364

Sinopse: Lucy Brown nunca esteve tão feliz. Ela está prestes a se casar com o homem dos seus sonhos — o belo, gentil e inteligente Dan —, e tudo o que sempre quis está finalmente ao seu alcance. Só que, na véspera do seu casamento, Lucy sofre um acidente fatal. Ela tem de fazer uma escolha: aceitar uma vida inteira longe da sua alma gêmea e ir para o céu ou ficar com Dan para sempre… e se tornar um fantasma! Para Lucy, só há uma opção — deixar Dan está fora de questão. Mas nem tudo é tão simples assim. Para se tornar um fantasma, ela precisa encontrar o amor verdadeiro para um completo estranho… E, quando descobre que a sua “grande” amiga Anna está determinada a conquistar o devastado e vulnerável Dan, a pressão fica bem mais forte…







A vida de Lucy Brown, protagonista da história, era maravilhosa, e ela estava prestes a se casar com Dan, seu namorado (perfeito) já a 7 anos. Mas como sempre, quando tudo vai indo muito bem, algo tem que dar errado e no caso de Lucy, dá tão errado que ela morre na noite anterior ao seu casamento, logo depois de uma discussão boba com o noivo. Ao se descobrir morta ela precisa fazer uma escolha: ou aceita ir pro céu, ou ficar perto do noivo para sempre como um fantasma. Porém para se tornar um fantasma ela precisa cumprir uma missão nada fácil. Como se não bastasse ela descobre que sua "melhor amiga" (mais pra fura olho) Anna está se atirando em cima de Dan.

Aff! Sentiu que a situação da desencarnada ai não é nada fácil né?rs

O céu vai ter que esperar é um chick-lit com personagens cativantes e com uma capa que me deixou apaixonada. (Acredite a foto abaixo não faz jus a ela). Como todo livro do gênero, a história é recheada de situações, inusitadas, irônicas, engraçadas, tudo em uma escrita leve e divertida. Claro que os clichês estão presentes, e também a típica protagonista ingênua e atrapalhada. Mas posso garantir que dentro do gênero, a história é uma delícia.

Narrada do ponto de vista de Lucy, o que possibilita o envolvimento em momentos "chave" da história, como a surpresa de descobrir-se morta, a tristeza e a decepção provocada por todas as frustrações de não ter mais em mãos todas as possibilidades traçadas em seus planos. Claro que tudo isso, sem pieguice. 

Torcemos por Lucy em cada página, e a vemos amadurecer ao longo da trama de maneira gradativa, pontos para a autora.

Adorei a história e a recomendo não só a todos aqueles que curtem o gênero, mas também aqueles que estão apenas em busca de uma leitura amena e divertida.









Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...